Follow

Como trabalhar com variáveis de catálogo?

 A maioria de vezes os valores possíveis de uma dada variável estão igualmente espaçados dentro do seu 
 domínio. Exemplo diâmetro = [1:2:9]. Esse tipo de domínios são facilmente colocados no modeFRONTIER 
 usando os valores dos limites e do passo (step.) Ex: lower bound=1, upper bound=1, step=2.
  Por outro lado em muitas ocasiões tem-se que trabalhar com variáveis 
 cujo domínio não segue uma sequência aritmética. Exemplo diâmetro = [1 4 8 9] ou material = [A B C]. Estas 
 variáveis são chamadas variáveis de catálogo e não podem ser inseridas diretamente no nó "Input Variable". 
 Existem principalmente duas metodologias para definir as variáveis de catálogo dentro do projeto do modeFRONTIER.
 
 USANDO O NÓ CALCULADORA (Catalogo_projeto_1 em anexo)
 1- Criar uma variável de entrada no nó "Input Variable" com as seguintes valores:
  Lower Bound = 0, Upper Bound = n-1, Step = 1 
  Onde n = número total de elementos da variável de entrada
 2- Colocar um nó Calculadora imediatamente depois do nó "Input Variable" criado no passo 1.
 3- Associar os valores da variável de entrada criada com os valores requeridos. Para isto escrever no 
  nó Calculadora a seguinte sintaxe:
  x = [a b c...] Exemplo x = [1 4 8 9]
  y = x[id]
  Onde "id" é o nome da variável criada no passo 1.
  "a,b,c" são os valores requeridos para a variável de entrada.
 4- Criar a variável de saída "y" e conectá-la ao nó Calculadora. 
 
 
 USANDO O NÓ TRANSFER VARIABLE (Catalogo_projeto_2 em anexo)
 1- Criar uma variável de entrada no nó "Input Variable" com as seguintes valores:
  Lower Bound = 0, Upper Bound = n-1, Step = 1 
  Onde n = número total de elementos da variável de entrada
 2- Colocar um nó Transfer Variable imediatamente depois do nó "Input Variable" criado no passo 1.
 3- Escrever a seguinte sintaxe no campo "User Expression" dentro do nó Transfer Variable:
  vect([a b c...],id) Exemplo vect([1 4 8 9],id)
  Onde "id" é o nome da variável criada no passo 1.
  "a,b,c" são os valores requeridos para a variável de entrada.
 
 
 Após realizar estes passos, o nó "Output Variable" (Método 1) e o nó "Transfer Variable" (Método 2) 
 podem ser usados convenientemente no Workflow como se fossem "Input Variable".

Was this article helpful?
1 out of 1 found this helpful
Have more questions? Submit a request

Comments


Powered by Zendesk